Comemoração dos 50 anos do IB

Parque de equipamentos e instalações para pesquisa

Instituto de Biociências (IB) possui excelente infraestrutura com laboratórios equipados para as diferentes áreas de pesquisa e equipamentos para trabalho em campo. O IB tem laboratórios amplamente equipados para: técnicas de biologia molecular, bioquímica e fisiológica, incluindo sequenciadores de DNA (Sanger), HPLCs, ultracentrífugas, termocicladores, PCR em tempo real; técnicas de microscopia e imagens, incluindo microscopia eletrônica (MEV e MET), confocal, microscópios de fluorescência, micro-tomografo; equipamentos e câmaras de cultura para a manutenção e o cultivo de diversos grupos de organismos e linhagens celulares.

O IB conta com Centro de Microscopia Eletrônica, uma sala de criogenia (equipada com ultrafreezers -80ºC), um herbário (SPF, com 200.000 exsicatas; 4.000 amostras em xiloteca; 550 materiais-tipo), Biotério e um jardim com diversas casas de vegetação e centenas de espécimes botânicos catalogados.

Para trabalho em campo o IB possui uma base avançada em Pirassununga em área de Cerrado, um caminhão laboratório, diversos veículos 4x4 e diversos equipamentos de campo incluindo equipamentos para mergulho autônomo, armadilhas de captura para diferentes organismos, entre outros.

 

Equipamentos/instalações principais

CENTRAL (ok)

    
 

BOTÂNICA (ok)

  • Analisador de DNA
  • 5x Arquivos Deslizantes
  • Cromatógrafos Líquido de Alto Desempenho – HPLC Waters/Millipore
  • Cromatógrafos Líquido de Alto Desempenho – Hewllet Packard
  • Cromatógrafo Líquido de Alto Desempenho – Shimadzu
  • Cromatógrafo Líquido de Alto Desempenho – Agilent
  • Cromatógrafos a gás – CG Hewllet Packard
  • Leitora de Placas de Enzimaimunoensaio
  • Microscópios para epi-fluorescência, estéreo microscópios
  • Microscópios acoplados a câmeras digitais e módulo de medição interativa
  • 2x Sistema de Fotossíntese
  • Salas e câmaras de cultura para algas marinhas, células vegetais e plantas
  • Sequenciadores de DNA Applied Biosystems 310, 3100, 3700

FISIOLOGIA (ok)

  • Cromatógrafos Líquido de Alto Desempenho – HPLC Waters/Millipore
  • Microscópios para epi-fluorescência, estéreo microscópios
  • Microscópios acoplados a câmeras digitais e módulo de medição interativa
  • Microscopio Confocal Zeiss
  • Fluorímetro
  • Sistema Citosensor
  • Sacarímetro

GENÉTICA E BIOLOGIA EVOLUTIVA

  • Bioanalyser 2100
  • Centrífuga refrigerada para placas Eppendorf
  • Centrífuga refrigerada para tubos de 50mL e placas
  • Concentrador a vácuo de amostras (DNA e proteínas)
  • Detector eletroquímico de tióis Colouchem - marca ESA - para detecção de antioxidantes (tiois;ascorbato)
  • Eletrodo amperométrico para Peróxido de Hidrogênio
  • Espectofometro , Câmara Anaeróbica Coy com espectrofotômetro dentro
  • Fluorímetro
  • Fotodocumentador - Image Quant Loccus
  • HPLC com detectores: eletroquímico, fluorescencia, diode array, marca Shimadzu
  • Leitor de Elisa
  • Leitor de Elisa luz visível marca Anthos
  • Microscópio invertido Ziess Axiovert - microinjeção e manipulação, Microscópio de fluorescência
  • Microtomografia Computadorizada - SkyScan 1176 In Vivo 
  • Nanodrop 1000
  • pHmetro 
  • Real Time ABI - 5700
  • Real time OneStep Plus Applied
  • Real Time Roche - Light Cycler 480 II
  • Robô de extração de DNA - QIAsymphony - Qiagen
  • Sala de Cultura de células eucariontes multiusuário
  • Sala de Manipulação de Microorganismos
  • Scanner de microarranjos Agilent Technologies
  • Sequenciador de DNA 3730 Applied Biosystems
  • Sequenciador MiSeq - Ilumina
  • Sistema de citometria de fluxo
  • Sistema de Cromatografia tipo FPLC marca GE purificação proteinas
  • Sonicador seco (Branson) para lise de bacterias

ZOOLOGIA

  • Dermestário para limpeza de materiais orgânicos e montagem de esqueletos
  • Estereomicroscópios (Leica EZ4 com sistemas digitais de captura de imagem e software de montagem 3D; Zeiss Discovery V8
  • Laboratório de Biologia Molecular equipado com centrífugas, banhos e termoblocos, termocicladores, Nanodrop, sistemas de eletroforese e fotodocumentação, fluxo laminar. SpeedVac, estufa, máquina de gelo, autoclave, além de outros equipamentos.
  • Mesas de aço inox e laboratórios com facilidades para dissecção
  • Microscópios (Zeiss AXIOSCOPE; Zeiss axiophot2; Zeiss Axio Imager M2; Zeiss com contrastes de fase; Olympus BX51-DCI-III). Equipamentos permitem pesquisa em técnicas de Campo Claro, Contraste de Fase, Contraste de Interferência, Polarização com possibilidade de Fluorescência
  • Micrótomo rotativo (LEICA RM 2255 serie 5418)
  • Veículos de coleta, inclusive 4x4

Despacho referente ao Patrimônio Genético Brasileiro

 

De acordo com os novos parâmetros estabelecidos pela chamada “Lei da Biodiversidade” (Lei 13.123, de 20 de maio de 2015) referente ao patrimônio genético brasileiro, as definições de envioremessa e devolução são distintas, e precisam ser indicadas de forma adequada, sob o risco das amostras ficarem retidas, ou mesmo acarretar em multas pesadas. Portanto, o despacho de material biológico de origem brasileira deve ser aprovado pela Comissão de Pesquisa e, se tratar de envio ou remessa, pelo Diretor do IB. A Comissão de Pesquisa apenas conferirá os documentos e não irá verificar o conteúdo do despacho ou a veracidade das informações contidas nos documentos, que é de inteira responsabilidade do docente responsável. O docente responsável também deve determinar se outros tipos de autorizações ou declarações são necessários (e.g., autorização para exportação de espécies nos apêndices da Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção).

 

Procedimentos para despacho de patrimônio genético brasileiro:

 

1) Baixar o CHECK LIST DE DOCUMENTOS PARA ENVIO, REMESSA E DEVOLUÇÃO DE MATERIAL BIOLÓGICO AO EXTERIOR. Nesse documento, o docente responsável deve indicar se deve ser considerado envio, remessa ou devolução de material biológico, e proceder à obtenção de documentos complementares correspondentes. Para remessas, antes de tramitar um novo Termo de Transferência de Materiais (TTM) consulte à Comissão de Pesquisa para determinar se já existe um TTM vigente;

 

2) Encaminhar o Check List preenchido e assinado (em duas vias) e os documentos necessários, também impressos, para a Comissão de Pesquisa;
Imediatamente, o Secretário da Comissão irá avisar a Presidente que os documentos foram recebidos. Após conferir os documentos, a Presidente irá aprovar ad referendum (ou entrar em contato com o docente responsável para possíveis esclarecimentos) e encaminhará os documentos para o Diretor assinar.
Documento Importante: INSTRUMENTO JURÍDICO

 

Pré Iniciação Científica, Iniciação Científica e Tecnológica

 

A Universidade de São Paulo, juntamente com a Pró-Reitoria de Pesquisa, administra o Programa de Iniciação Científica/ USP destinado aos alunos de graduação. Este programa tem por objetivo promover desenvolvimento da Pesquisa da Instituição, mediante o encaminhamento de alunos de graduação para a descoberta científica, e convivência com o procedimento e a metodologia adotada em ciência e em tecnologia. O princípio deve reger as atividades de Iniciação Científica, é dirigido prioritariamente ao benefício dos alunos, que têm no Programa a oportunidade de complementar sua formação acadêmica, aprimorando seu conhecimento e preparo para a vida profissional.

 

Este programa é regulamentado pela Resolução CoPq Nº 7236, de 22 de Julho de 2016. Para mais informações acesse: RESOLUÇÃO CoPq Nº 7236, DE 22 DE JULHO DE 2016

 

Objetivo do Programa

 

Propiciar aos alunos de graduação a aprendizagem do método científico e de técnicas de sua área de atuação por meio do desenvolvimento de um projeto de pesquisa, sob orientação de um docente ou pós-doutorando.

 

Guia para Iniciação Científica e Tecnológica

 

Este guia oferece às pessoas interessadas em iniciar seus planos de iniciação científica e tecnlógica apontando as principais orientações e informações a respeito da participação. Além disso, apresenta as possibilidades de bolsas e quais são suas fontes de fomento para iniciação dos estudos.

 

Para acessar o Guia para Iniciação Científica e Tecnológica, clique aqui.

 

Edital de Bolsas PIBIC e PIBITI 2019/2020

 

Os editais podem ser acessados através da página da Pró Reitoria de Pesquisa e lidos de acordo com o interesse do estudante. Acesse os editais.

 

O edital do PIBIC-EM 2019/2020 está disponível nesse link.

 

Formato de Avaliação dos Projetos PIBIC

 

Com o objetivo de auxiliar os candidatos que submetem projetos ao edital PIBIC e padronizar o sistema de avaliação dos projetos iniciais e dos relatórios, a Comissão de Pesquisa, com o apoio dos pós-doutorandos e alguns docentes do IB, preparou dois formulários que devem ser utilizados pelos revisores de projeto. E para que os alunos tenham ciência de quais pontos serão considerados nesta avaliação, os mesmos devem ser enviados aos candidatos. 

 

No link abaixo pode-se encontrar material para auxiliar na redação dos projetos. Além disso, são apresentadas informações quanto aos editais para alunos de graduação e dois formulários de avaliação (inicial e final) que serão utilizados para avaliar a proposta inicial e o relatório final dos projetos.

 

Cada um dos formulários contém 3 abas. Na primeira aba estão definidas as partes do projeto de pesquisa e termos importantes, a segunda aba será usada para avaliar a estrutura lógica do projeto de pesquisa, e a terceira aba, a qualidade de redação do texto. Por favor, antes de enviar o projeto, verifique se seu projeto cumpre com os critérios identificados

 

Formulários de Avaliação

 

Formulário de Avaliação Inicial (FAI)  PDF.FAI 
Formulário de Avaliação Final (FFA) PDF.FAF

 

PESQUISADOR COLABORADOR

 

Clique aqui para acesso à Resolução / Ofício / Modelos de formulários

PEDIDOS INICIAIS

Candidatos que ainda não possuem número USP precisam solicitá-lo para a Comissão de Pesquisa, enviando por e-mail: formulário de cadastro, RG, CPF e título de doutor.

É preciso entregar na Secretaria do Departamento toda documentação impressa (pode ser frente e verso) com carta de encaminhamento do docente proponente à chefia do Departamento, para posterior envio à Comissão de Pesquisa. Na carta deve constar a duração e as horas semanais de dedicação ao programa.

Para as situações elencadas nos incisos II e III do artigo 3º da resolução é necessário apresentar um parecer de mérito, onde a chefia do Departamento ao qual está vinculado OU a Comissão de Pesquisa indicam um docente para emissão do parecer.

  

PEDIDOS DE PRORROGAÇÃO

A prorrogação deverá ser solicitada até 40 dias antes da data final de vigência.

O pedido deve seguir com carta de encaminhamento do docente proponente à chefia do Departamento, para posterior envio à Comissão de Pesquisa, citando a duração e as horas semanais de dedicação ao programa.

PEDIDOS DE ENCERRAMENTO

Ao final do período, o Pesquisador Colaborador deverá apresentar relatório das atividades realizadas, demais instruções: vide Artigo 8º da resolução.

É preciso entregar na Secretaria do Departamento toda documentação impressa (pode ser frente e verso) com carta de encaminhamento do docente proponente à chefia do Departamento, para posterior envio à Comissão de Pesquisa.

PEDIDOS DE CANCELAMENTO:

Os pedidos de cancelamento podem ser feitos a qualquer instante pelo docente proponente ou pelo Pesquisador Colaborador.

Nestes casos, independente do tempo de duração do programa, não será emitido certificado de conclusão.

FORMULÁRIOS:

Formulário de cadastro inicial;

Formulário de prorrogação;

Formulário de conclusão;

   

Em caso de dúvida, entre em contato com a Comissão de Pesquisa através do telefone 3091-7558.

 [INSTRUÇÃO]

No intuíto de facilitar a utilização deste conteúdo, sugere-se que acesse as páginas de cada docente (clicando no nome do docente).

 

[OBSERVAÇÕES]

Os ícones de ORCID e LATTES encaminharão você para as páginas de cada docente. NO ENTANTO, nem todos os ícones e nomes de docentes encaminharão às páginas e outras plataformas.

 

Neurociências e Comportamento
André Frazão Helene ORCID iD icon 16x16 icon lattes Depto. de Fisiologia
Federico David Brown Almeida ORCID iD icon 16x16  icon lattes Depto. de Zoologia
Gisele Akemi Oda ORCID iD icon 16x16  icon lattes Depto. de Fisiologia
Gilberto Fernando Xavier ORCID iD icon 16x16  icon lattes Depto. de Fisiologia
Merari de Fátima Ramires Ferrari ORCID iD icon 16x16  icon lattes Depto. de Genética/Biologia Evolutiva
Oswaldo Keith Okamoto ORCID iD icon 16x16  icon lattes Depto. de Genética/Biologia Evolutiva